22 janeiro 2014

Our Last Summer - Cápitulo |

| |

Oiê, bebês ♥ tudo bom com vocês? Eu estou ótima! Muito feliz por sinal, essa felicidade toda se resume ao meu fim de semana na praia que foi, sinceramente, um dos melhores dessas férias! Durante mais de 24 horas eu não pensei em nada que fosse relacionado a internet, sério! Não pensei em facebook, twitter, tumblr, blog, postagens, em nada! Foi divinamente maravilhoso. Eu vou contar mais sobre depois do Keep Reading, assim como também vou começar uma fanfic por aqui chamada Our Last Summer, a qual eu ainda não tenho certeza do gênero, mas vamos lá. Lembrando que essa não era a fanfic que eu planejava postar por aqui, é que eu fiquei com vontade de escrever, que fosse uma história, então daremos início a esse pequeno projeto \o/
Vai ser uma fic curta, acho que no máximo uns 10 capítulos, mas eu vou tratar de fazer com bastante carinho e tentar postar no mínimo um capítulo por semana. Legal que, agora que eu estou cheia de ideias para postagens, histórias e projetos... as minhas férias acabam... minhas aulas começaram HOJE! E eu não sei o que estou sentindo em relação a essa volta às aulas porque eu estou feliz em voltar mas ao mesmo tempo estou depressiva e triste D: Ah, e fiquei feliz que gostaram da recomendação ♥

My last summer Weekend
Sábado - 18/01/2014
Uma das minhas melhores amigas, Nathalie, tem uma casa na praia (0$T3NT4Çã0) e ela vivia me chamando para passar o fim de semana lá com ela e a família mas eu nunca dava para eu ir, mas nesse fim de semana, graças as forças de não sei quem eu consegui convencer meus pais a irem \o/
Ok, feito isso, lá vamos nós~
Uma hora, mais ou menos, de viagem. Quando chegamos eles haviam ido a praia, mas já estavam voltando, esperamos um pouco. Quando chegaram percebi que era uma família grande, além de que a Aline também foi e levou a prima dela, Mariana. Foram zoeiras sem limites, mal cheguei, me troquei e pulei na piscina que estava deliciosa, nem fui a praia já que teríamos que ir de carro já que a casa era longe da praia.
Vou contar as melhores partes, já que se for para contar tudo vai ocupar o post inteiro.
De noite, eu e as meninas, cismamos que queríamos ir ao shopping, os pais da Nathalie iam nos levar mas eles foram dormir então a gente achou que ia de ônibus, mas no final a mãe da Nat levou a gente '3' mas tivemos que ir com o tio da Nathalie, o Diego, que no caso, é uns 2 anos mais velho que a sobrinha, pois é.
Assistimos Frozen, haha.
As meninas choraram, eu não, eu ri... ri muito! A Nat riu tanto que eu já estava rindo da risada dela e não do filme, haha. Foi tudo de boa, nos entupimos de balas Fini no cinema e depois do filme comemos no Burguer King, tudo na paz, tinha tudo para ser uma noite de sábado calma e divertida... mas ai chegou a hora de ir embora e... tivemos que ir de ônibus... Sim... quatro garotas e um tio que, para mim, não é o que chamamos de perfil de pessoa responsável. Primeiro: pegamos o ônibus que saia do Shopping até a rodoviária, beleza, primeira etapa completa, depois era só pegar o 11, chegar na rua e voltar a pé para casa, mas ninguém contava com a uma hora de espera para o maldito ônibus 11 chegar... não, ninguém contava com isso.
Resumo da ópera: chegamos em casa depois da uma e meia da manhã, delicia. Mas foi uma aventura, praticamente \o\
No domingo foi praticamente a mesma coisa: piscina o dia inteiro. Só que a gente não saiu porque não dava tempo, tomamos banho, ficamos no celular até a comida ficar pronta, devoramos cachorros quentes, ficamos conversando sobre problemas amorosos e tentando ajudar a Aline, que estava brigada com o boffi, e ao mesmo tempo rindo, acabei descobrindo que o Diego e o primo da Nathalie são semideuses *0*
Legal foi que eu não planejava dormir lá, meus pais falaram que íamos ficar só durante a tarde de sábado e voltávamos a noite, então eu só levei o biquíni e uma muda de roupa além de coisas de higiene pessoal só isso! Eu pedi para dormir lá e eles deixaram, foi muita sorte eu ter levado a muda de roupa e mais algumas roupas pessoais porque deu certinho pra ficar lá, haha.
No final tudo deu certo, os pais da Nathalie me deixaram em casa antes de dar meia noite. Como eu sou uma mente do crime eu consegui ficar com lindas marquinhas do biquíni, igualmente fortes as que ficaram no meu rosto (  -w-')
Dormi feito um anjo e até acordei de bem com a vida! E foi assim meu incrível fim de semana >u<
E vocês? O que fizeram durante as férias ou qual foi o melhor momento delas? Me contem!

*Lucas - apelido: Luk
*Sarah - apelido: Sachi

- Tem certeza disso, Luk? - eu perguntei me segurando na mão dele.
- Claro que sim, Sachi! - respondeu me puxando para cima da árvore. Nosso objetivo? Chegar aos galhos mais altos e conseguir as mangas mais suculentas e maduras. O problema? Éramos duas crianças de sete anos e a árvore era velha. - Agora é só me seguir. - Lucas foi engatinhando galhos a cima e eu o segui, quase escorreguei mas continuei, logo estava faltando apenas pular em um galho para alcançarmos, Luk pulou nele e estendeu a mão para mim.
- E-eu estou com medo, Luk! - eu tremia.
- Não precisa ter medo, Sachi! Eu estou aqui, apenas me dê a mão! - e eu estendi minha mãe trêmula, ele a segurou e num movimento rápido me puxou e quando me dei por mim estava de pé ao seu lado segurando sua mão, ele riu. - Haha, viu? Não precisava ter... - mas ele falou cedo demais, antes de terminar sua frase o galho em que estávamos quebrou, mal consegui gritar e já estava no chão, ainda segurando sua mão. Me sentei, dolorida.
- Ai... - gemi, mas quando olhei em volta fiquei surpresa, surpresa com a quantidade de mangas que haviam caído depois da nossa queda. - Luk! - sacudi ele. - Olha só! - foi quando vi que seu nariz estava sangrando. Eu ofeguei. - Lucas! Seu nariz!
Ele se sentou.
- O que tem o meu... - ele passou a mão debaixo e sentiu o sangue. - Meu nariz está sangrando! - ele ofegou, eu me desesperei. Saímos correndo de volta para casa. Estávamos de férias, hospedados numa casa de campo grande, minha família e a dele acomodados debaixo do mesmo teto por duas semanas.
   Chegamos cansados e arfando.
- Mãe! - eu chamei, minha mãe logo apareceu.
- O que foi, Sarah... - ela viu Luk. - Ai meu deus! O que aconteceu?! - ela se ajoelhou perto dele.
- O galho da mangueira quebrou e caímos. - e respondi, minha mãe fuzilou a nós dois e apenas disse:
- Conversaremos sobre isso mais tarde, venha querido, vamos lavar seu nariz. - eu e Luk sabíamos que levaríamos sermão, eu segui minha mãe casa adentro e também tive que cuidar de alguns machucados e ralados.
   Mais tarde, quando todos das famílias estavam presentes, levamos aquela bronca e ficamos proibidos de subir em qualquer outra árvore novamente, mas nem demos ouvidos. No dia seguinte voltamos na mangueira e subimos nela de novo, outro galho quebrou mas fomos espertos e saímos dele antes, descemos da árvore e pegamos todas as mangas que haviam caído junto com o galho, voltamos para casa e levamos outra bronca mas do mesmo jeito todo o pessoal da casa saboreou as mangas. Durante as duas semanas nós seguimos essa rotina, além de ir para a cachoeira e ficar gripado, claro. No último dia lá estava eu, esperando debaixo da mangueira, Lucas me disse que eu devia esperar lá e que ele tinha uma surpresa para mim. Se eu soubesse... se eu soubesse que eu nunca veria a surpresa eu teria teimado e me recusado a ficar esperando, teria arrastado ele para dentro de casa e o trancado no quarto até a hora de irmos embora, se eu soubesse do caminhão, do caminhoneiro bêbado e fora de controle... mas eu não soube, fiquei lá... esperando, esperando, até ouvir uma batida, um grito e um caminhão enfiado em um muro de concreto depois de bater em um garoto... Em Luk.
~*~
   Acordei arfando, suando e de olhos arregalados, meu despertador estava apitando mostrando que já eram sete da manhã, olhei para o lado contrário da cama e meu irmão mais velho estava de pé me olhando.
- Sonhou com o que hoje? - perguntou colocando a mão na minha testa.
- O mesmo... Lucas... - respondi me sentando.
- De novo? Já é a terceira vez só essa semana. - ele continuou, se sentando em minha cama, suspirei, eu estava cabisbaixa, esses sonhos só me deixavam mais tristes a cada dia, lembrar aquela data era doloroso e eu já tinha perdido a conta de quantos dias consecutivos eu tive o sonho só naquele mês.
- É... e pelo visto não vai ser hoje que eu vou parar de sonhar com isso. - tirei o cobertor de cima e me levantei, indo para o banheiro, pude ouvir meu irmão dando um longo suspiro às minhas costas. Entrei no banheiro já sentindo que algumas lágrimas iam começar a sair, mesmo depois de tantos anos aquele momento nunca saiu da minha cabeça, assim como o sentimento de perder Luk não saia do meu coração.
   Depois de tomar banho me troquei e desci para tomar café, mas estava sem fome, ter aquele sonho me deixava de estômago embrulhado, comi forçadamente metade de uma maçã, peguei meu material, me despedi de minha mãe e meu irmão e fui para a escola, passei pela porta e a fechei, virei para a frente e levantei o rosto em direção ao sol, teria ficado ali mais um tempo mas ouvi:
- Oi, Sachi! - "Sachi? Eu não ouço esse apelido desde...", sem nem terminar o pensamento eu virei e o vi, aquela presença fantasmagórica, estava mais velho mas pude reconhecer... era ele.
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Até mais, pessoal!
Beeeeijos, Neko!

5 comentários:

  1. Faz tanto tempo que não vou na praia ç-ç Mas que bom que teu fim de semana foi bom, Nekooooo ♥ AHHH, EU QUERO TANTO ASSISTIR FROZEEEEEEN! " perfil de pessoa responsável." hahahahahhahahahahahhahaha! Deve ter sido incrível mesmo teu fim de semana!

    Que fonte lindaaaaaaa da capa do primeiro capítulo *-*
    VOCÊ ESCREVE TÃO BEEEEEEEEM! Fica um texto leve de ler, sabe? Que não cansa ♥ Luk e Sachi são teimosos, né? hahahahaha. Tão fofooooooos!
    AI MEU DEUS, O LUK FOI ATROPELADO? AH NÃOOOOOOOOOOO Ç-Ç Poxa, tadinha da Sachi! "assim como o sentimento de perder Luk não saia do meu coração." ai meu deus, doeu meu coração essa parte ç-ç
    AI MEU DEUS, ELE APARECEU PRA ELA? QUE LINDOOOOOOOOOOOOOOOOS ♥

    Quero o outro capítulo AGORA, NEKOOOOOOOOO!
    Beijooo
    release-ur-imagination.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haha, fazia um bom tempo que eu não ia a praia tambéém >uu<
      HAAAI, ASSISTA SIM, É LINDO ♥♥
      Não, sério, ele não tem o perfil que uma mãe espera de um tio, UEHUEH, foi mesmo! Mal posso esperar para o próximo fim de semana que me convidarem!

      É linda mesmo, o nome é Admiration Pains ♥
      Owwwwn, BRIGAAADA!! Simsim, que bom que acha isso! São, esses dois são duas praguinhas :))
      Pois, é, pois é... :(
      Eu cheguei a ficar com lágrimas nos olhos escrevendo essa frase :(

      UEHUEHE, vai ter que esperar, Biazinha u.u
      Beeeeijos!

      Excluir
  2. Heey ;3
    Que final de semana bom, hein shausha' Eu ainda quero assistir Frozen, cada hora fico com mais vontade ç.ç Essa parte de esperar ônibus eu entendo, já fiquei também mais de uma hora esperando..
    Enfim, eu gostei muito da fanfic, gostei da forma como contou o sonho da Sachi. Por que acabou na parte mais emocionante? Ç.Ç Fiquei curiosa, vou acompanhar sua fanfic ;3
    Até!

    Zona Neutra

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Heey, Tane!
      Haha, foi muito bom mesmo! Vale muito a pena assistir, eu amei, principalmente porque sou apaixonada por filmes de animação >u<
      Nossa véi, e eu não sou acostumada a pegar ônibus, então foi difícil T^T
      Awn, obrigada!
      UEHEUHEUh, tem que acabar assim, né? Uhu! Já tenho duas leitoras garantidas!

      Atéé, beeeijos!

      Excluir
  3. EEEEEEEEEEEEEEEEEUUUUUUUUUUUUUUUUU LIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII KOEQWKOEJENQIUHEQI' depois de o quê *vai conferir data* UM ANO PRATICAMENTE SAJDWIOQLQO' AI NEKO, ME DESCULPE ;AAAA; eu sei que você deve estar no mínimo surpresa - isso se vier ler o que estou escrevendo kowqmw' - mas eu cumpro com o que digo, depois de anos, mas cumpro (u-u) e olha, achei o drama lindo, maravilindo, sentimentalista do jeito que eu gosto kqoijeow' agora fiquei curiosa, me lembrou muito um dos contos do Formaturas Infernais, só que nele o menina estava morto mesmo - sério, aquilo foi muito chocante!! xD

    Pronto, comentei, livrei-me de um peso na consciência keowke' e agora estou na espera de uma possível continuação, daqui a pouco o first cap comemora um ano menine!! (owó)/

    Beijos Nekozinhaaaa!!! :'D

    ResponderExcluir

Oi! Quer comentar? O.K., mas leia aqui antes por favor :3
- "Seguindo, segue de volta?" aceito comentários assim, mas apenas se comentar sobre a postagem antes.
- Deixe o link do seu blog aqui para retribuir.
- Eu sempre respondo TODOS os comentários.
- Aceito selinhos e tags.
- Peça afiliação por aqui ou pela ASK.
- Podem falar palavrões no comentário, até porque eu vivo falando nas postagens então eu não tenho moral para restringi-los disso.
- Aceito críticas positivas e não mal educadas estilo funkeiros.

Bem, eu acho que é isso!
Obrigado por visitar~