30 abril 2014

Quanto mais eu aguento?

| |
Oi pessoal. Me desculpem por ter dado essa sumida, por não ter ficado com aquela animação que eu estava no niver do blog, por não ter trazido a postagem do concurso, por não fazer metade do que eu tinha prometido para essa data tão especial é só que... eu já nem sei mais o motivo, estou com a cabeça tão atolada de coisas, eu posso aparentar estar normal, mas minha alma e sanidade mental estão bem frenéticas. Mas vamos começar direito. Primeiramente: palavras machucam, muito. A primeira dica que dou a vocês é: quando tiverem filhos, nunca xinguem eles. Mas pera, pais dizerem coisas como: "você é idiota, besta, etc." quando é uma brincadeira, é uma coisa. Já sair gritando na sua orelha como você é estúpida, é outra. Porque, pode não parecer, mas isso fica gravado, isso faz sua cabeça e logo depois você passa a noite inteira remoendo aquilo e dizendo: "Eu sou idiota, sou uma idiota, idiota, idiota..". As vezes. até fazemos a merda do quê? Sim, de nos mutilar... é.. parece que vocês já sacaram bem o que aconteceu, não?


Eu... só não aguento mais! Eu não aguento essa gritaria, não aguento mais as pessoas acharem que eu devo fazer tudo que elas querem sem a mínima consideração com a minha situação. Cansada das pessoas não me darem a minha liberdade e o direito de querer dizer "sim" e "não". Cansada de nunca aceitarem minhas justificativas, de sempre acharem que eu sou perfeita e não me aceitarem como eu realmente sou. Não é só porque VOCÊS erraram como os outros três filhos que vocês podem achar que têm o direito de me fazer ser perfeita, não, eu não quero isso. Eu não quero que fiquem orgulhosos por tudo que eu fizer, nem que me digam o que é melhor pra mim. Eu mesma quero formar meu caminho, quero escolher o que fazer e o que é melhor pra mim, não preciso da ajuda de vocês pra isso. Ah, e, por favor, me deem A PORRA DO DIREITO DE DIZER NÃO! Essa, definitivamente, não é a primeira vez que fico magoada com isso, mas vai pra lista. E, se vocês não sabem, eu não esqueço isso, eu não esqueço o que eu sentir na hora e como eu fiquei depois, eu não esqueço as lágrimas que derrubei por pensar que eu nunca serei boa o suficiente pra vocês, que eu nunca farei nada que os deixe realmente feliz ou coisa do tipo. Eu não sou um objeto ou um bicho de estimação, eu não vou voltar a funcionar e fazer o que querem se trocar as pilhas ou me dar uma bronca e me deixar de castigo... não. Eu sou um ser humano, eu penso, como, bebo, falo, sinto, choro e sei muito bem como me vingar de alguém e dar o troco. Ah, e eu tenho coração, alma e cérebro também, falou? E eu não vou ficar aqui pra sempre, que tal tentar entender um pouco de mim e me conhecer antes de dizer sem pensar? Minha mente, que já nem tem tanta sanidade, pode resolver fazer um loucura, ela está indo à loucura, já não sabe mais o que fazer, o que falar, como andar e agir para não deixá-los tristes e enfurecidos.. eu não quero magoar vocês, mas eu também não aguentarei tanto tempo.

Desculpe por deixar vocês tristes com essa postagem, followers.
Eu volto logo, beeeijos!

4 comentários:

  1. Eu nunca esqueço esse tipo de situações, e como eu sou a irmã mais velha e tecnicamente, terei de ser eu a compensar a família, sei bem como é o peso da responsabilidade, eu vou para medicina, por um lado porque quero, mas também gosto de artes e é totalmente impossível que eu vá para lá. E tenho vários defeitos... mas faço por escondê-los, porque ninguém quer saber, ninguém PRECISA de saber, e quando desiludo as pessoas que acreditaram em mim, não sei se ficam pior elas ou se sou mesmo eu que sofro mais, pois pesa-me na consciência de uma forma desgraçada. Então, sim, eu sei o que está a sentir. Eu sei como é reconhecermos os nossos próprios defeitos mas ainda assim haver quem ache que é necessário gritá-los e humilhar-nos para ver se nós percebemos - o que me faz sentir horrivelmente mal. Sei que este não é o melhor tipo de consolo, mas espero que fique feliz por saber que eu compreendo. Mas sabe que mais? Você aguenta. As pessoas aguentam sempre, quando dizem que não aguentam, é porque estão a ser cobardes e arranjam desculpas para si próprias. E eu sei que você não é cobarde, Neko-chan. Portanto, tenho a certeza que há de voltar aqui ao blog a sorrir, dizer bobagens, e trazendo um post tão magnífico como sempre. Não tem de pedir desculpas por nada - erguer a cabeça e continuar é mais que suficiente. Boa sorte :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, tudo que eu tenho pra dizer pra você, Anii, é obrigada! E me desculpe por demorar tanto a responder seu comentário, eu sempre esqueço mas o sentimento é o mesmo de quando eu li esse seu comentário pela primeira vez e me senti feliz em ver que alguém tinha lido tudo que eu disse. Obrigada, por todas as palavras e eu vou erguer a cabeça e continuar, eu aguento òwó
      Obrigada!

      Excluir
  2. Antes de tudo eu adoraria poder te abraçar Neko, sério mesmo, nessas horas um bom e apertado abraço vale muito sabe? Por isso adoro enforcar meu pai quando estou angustiada com algo, mas não sei se poderia fazer isso virtualmente então... SINTA-SE ABRAÇADA PELA SNOW!! (/owo)/

    Acho que as pessoas tem suas horas ruins e sim, realmente descontam duma maneira não muito alegre por se dizer e isso magoa, cria uma ferida que talvez nunca torne a se cicatrizar. Digamos que nunca cheguei a presenciar o que passou mas que eu mesma me causo isso, digamos que por não me estragarem os meus pais me estragam, porque querendo ou não eles não me cobram em excesso, eles querem que eu aprenda por mim e que eu saiba que eles sempre estarão ali caso queira, acontece que eu nunca me dei a esse luxo de realmente necessitar deles, prefiro tombar sozinha e aprender e desaprender com os meus próprios erros e se for para chorar que seja por algo que fiz a mim mesma. Sei que dizer para não ficar assim não ajudar em nada então penso que o melhor conselho seria para você ficar forte, ignorar isso realmente é algo que não acontecerá então siga em frente, pense que todos nós temos momentos muito ruins (embora diferentes) e sempre conseguimos um meio de superá-los, alguns pais realmente estimam demais seus filhos, mas não enxergam as coisas "feias" que soltam pela boca. Enfim, não sou psicóloga e sei que tudo o que disse não ajudou em bulhufas nenhuma mas queria dizer algo e bem... Isso me lembrou uma postagem sua lá no Lost Princess...

    Estarei esperando por respostas quanto a isso Neko, tenha uma boa semana!! Kissu&Hugs~ (owo)/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa Snow, você não faz ideia de como eu queria um abraço naquele dia mas eu não tinha ninguém pra me dar um. Então vou fingir que estou te enforcando agora mesmo! *hugando hardmente*

      Eu te entendo, você é meio que o contrário total de mim nesses casos. Deve ser: o tanto que seus pais não te cobram é o dobro do que os meus o fazem, haha. Obrigada Snow, eu vou ficar forte. Na verdade, eu já estou. Não estou mais me deixando abalar tanto, ainda dói mas eu consigo suportar mais agora, muita gente me ajudou e você foi uma delas, obrigada! Sério? Ah.. é mesmo, lembrei agora qual a postagem, haha. É, eu tenho várias dessas, sou muito expressiva em certas horas~

      Desculpe pela demora a responder, Snow ;A;
      Beeeeeeeeeeeeeijos!

      Excluir

Oi! Quer comentar? O.K., mas leia aqui antes por favor :3
- "Seguindo, segue de volta?" aceito comentários assim, mas apenas se comentar sobre a postagem antes.
- Deixe o link do seu blog aqui para retribuir.
- Eu sempre respondo TODOS os comentários.
- Aceito selinhos e tags.
- Peça afiliação por aqui ou pela ASK.
- Podem falar palavrões no comentário, até porque eu vivo falando nas postagens então eu não tenho moral para restringi-los disso.
- Aceito críticas positivas e não mal educadas estilo funkeiros.

Bem, eu acho que é isso!
Obrigado por visitar~